h1

É tempo de alcachofra!

10 de outubro de 2009
Bianka Saccoman

alcachofra-a-gremolata

A alcachofra é uma planta herbácea originária da região mediterrânea, já era conhecida na Grécia Antiga onde era cultivada em hortas e jardins. No século 19, na França e Espanha, as flores secas da alcachofra eram utilizadas para coalhar o leite. Devido a sua coloração, também era usada para tingir tecidos.

Foi introduzida no Brasil pelos imigrantes italianos na década de 1950. Era muito cultivada como uma planta ornamental nos jardins brasileiros. A Itália, atualmente, é maior consumidor da alcachofra.

É uma espécie perene, necessita de clima temperado, a planta volta a brotar todos os anos após o inverno. Em seu centro, há uma haste floral, onde as alcachofras são produzidas – chamadas inflorescências grandes. As partes comestíveis são suas pétalas e miolo – que apresenta maior quantidade de carne, sendo a parte mais suculenta. O talo, depois de limpo, pode ser usado em sopas e saladas.

É uma hortaliça de importante valor nutricional, rica em vitaminas e minerais. Considerada uma planta medicinal, auxilia nas atividades do coração e gastrointestinais, neutraliza a ação de toxinas presentes no organismo e ajuda na redução do colesterol. Além de ser pouco calórica – 100g de alcachofra apresenta uma média de 50 calorias –, fornece uma boa quantidade de fibras.

Para descobrir se a alcachofra está adequada para o consumo basta segurá-la pelo talo e sacudir levemente, se estiver flexível é sinal de que já está madura. Pode ser preparada cozida ou assada em pratos quentes, ou até mesmo em saladas.

A escolha da alcachofra deve ser feita de acordo com o prato que se deseja preparar. Quando se pretende usar o fundo ou rechear, convém escolher alcachofras grandes, com folhas firmes e brilhantes.

As alcachofras pequenas são mais indicadas para saladas ou para serem preparadas ao vinagrete. Em geral, serve-se uma alcachofra por pessoa. Ela também pode ser congelada, desde que cozida antes.

A melhor época para se apreciar a flor são os meses de setembro, outubro e novembro, e neste período ela é destaque no cardápio de diversos restaurantes. Durante a Primavera, o restaurante La Casserole apresenta como entrada: tartare de fundo de alcachofra com tomate cereja, crispy de presunto cru ao vinagrete de manjericão (R$ 19).

Até o começo de novembro, ocorre o Festival da Alcachofra no restaurante Spadaccino, na Vila Madelena. Entre as opções: coração de mini-alcachofras fritos (R$ 24), ravióli com recheio de ricota e parmesão ao molho de alcachofra (R$ 32) e cabrito em cubos com alcachofra ao fricassé com batatas e aspargos (R$ 43).

O restaurante e pizzaria Donna (antigo Donna Pamplona) oferece uma saborosa pizza de alcachofra ( alcachofra picada, mussarela de búfala e azeitona verde picada).

Aproveite a época da alcachofra e confira alguns modos de preparo da flor:

Receitas do chef Eduardo Duó

Salada constance

Alcachofra à gremolata

Fundo de alcachofra com salada russa

 Donna:   Rua Pamplona, 1115 – Jardim Paulista  tel (11) 3285-2001

La Casserole: Largo do Arouche, 346 – Centro  tel (11) 3331-6283

Spadaccino: Rua Mourato Coelho, 1267 – Vila Madalena  tel (11) 3032-8605

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: