h1

Um bolinho, ora pois!

2 de dezembro de 2011
Adriana Cortez

 Bolinho de Chuva, Quero Mais, Quero Quero, Desmamados, Filós de Carnaval, Bolinhos de Negra, são muito nomes para uma mesma receita. Originalmente feito com mandioca ou cará, já que o trigo vinha de Portugal e era caríssimo, levava ainda muito ovo, açúcar e leite, frito em gordura de porco.

Sua intenção nunca foi ser doce delicado e sim ser o doce que encantava as crianças, que esperavam pela hora em que eles eram polvilhados com açúcar e canela. O bolinho também era o favorito durante o carnaval, feito pelas mãos das escravas. Vendido nas esquinas e praças, em grandes tabuleiros, tinha um tamanho maior, era enrolado em folhas de bananeira e recheado com doce de leite ou cocada mole.

Com o tempo o bolinho foi ficando mais famoso através das histórias de Monteiro Lobato. No sítio do Pica Pau Amarelo o dia para Narizinho, Emilia e Pedrinho sempre terminava com os bolinhos da Tia Nastácia.

Outras crianças também ansiavam pelo doce, principalmente em dias de chuva. Impedidas de brincar ou correr fora de casa, o bolinho era a diversão do dia. E desde então ele ficou conhecido como: Bolinho de Chuva.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: